terça-feira, 28 de janeiro de 2014

As aparências enganam até mesmo para as aves

Aves que parecem diferentes, como beija-flores e bacuraus (à esquerda), podem ser parentes. E outras que não parecem da mesmo família, como os sabiás e os papagaios, são na verdade parentes próximos.

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/01/as-aparencias-enganam.html

VAMOS DESCOBRIR...

Aves que agem de maneira similar, como os falcões e outras de rapina, podem não ter inter-relação genética.

Novos estudos revelam que papagaios, falcões e chapins são parentes.
Essas são algumas conclusões do Early Bird Project, estudo do Museu Field, de Chicago, que comparou os genes de 169 espécies e completou a seqüência do DNA nuclear de 15 cromossomos para esclarecer lacunas evolutivas. Na zoologia, o ramo das aves sempre foi espinhoso, com poucos indícios fósseis das etapas de evolução, o que fez da anatomia, do comportamento e da aparência os meios para classificar o parentesco, o que pode estar mudando... Com cinco anos de novos dados, crenças podem estar prestes a voar pela janela.

Fonte: Revista National Geographic Brasil, Abril de 2009.


INCRÍVEL, AVES DIFERENTES MAS COM GRANDE PARTE DE SEUS GENES IGUAIS. MAS NÃO PARE POR AQUI, SEPARAMOS MAIS PRA VOCÊS ABAIXO, É SÓ CLICAR NOS TÍTULOS OU NAS IMAGENS PARA ACESSAR OS LINKS:

Aves do Brasil: A visão dos Ornitólogos

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/03/aves-do-brasil-visao-dos-ornitologos.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário