quarta-feira, 5 de abril de 2017

O apêndice “excedente”

O apêndice humano tem má reputação. Assim como uma meia velha, imagina-se que não tenha mais nenhuma função, então é dispensável?

Apêndice vermiforme. Fonte da imagem: Muito bom.

VAMOS DESCOBRIR...

Seu nome completo é apêndice vermiforme. Certamente, uma pessoa pode viver sem um apêndice. Por razões não particularmente claras, ocasionalmente inflama e infecciona. Quando isso acontece, pode se romper, despejando nosso conteúdo intestinal (suco digestivos, bactérias, alimento parcialmente digerido e pus de inflamação) nas vísceras circundantes e criando ali uma condição de risco para a vida. Portanto, se o apêndice se torna infectado, um cirurgião razoável irá rapidamente livrá-lo dele. Mas e a sua função?

O apêndice humano, na junção do intestino delgado com o grosso, é um ceco muito reduzido. Seu pequeno tamanho reflete seu pequeno, na verdade insignificante, papel na fermentação da celulose. Há muito tempo nosso ceco não aloja uma fermentação microbiana em grande escala. Porém, só porque nosso apêndice não desempenha nenhuma função digestiva, não significa que não tenha função. As paredes do apêndice são ricamente dotadas de tecido linfoide, assim como o resto do intestino. Tal como o tecido linfoide do resto do corpo, o tecido linfoide do apêndice monitora o alimento que está passando, detectando e respondendo a matérias estranhos perigosos e bactérias potencialmente patogênicas. Em resumo, o apêndice humano faz parte do sistema imune.

Apêndice inflamado. Fonte imagem: Dr. Cesar Wakoff.

O fato de que você pode continuar vivendo sem um apêndice não significa que este não tenha função. Você pode viver sem alguns dos seus dedos, mas isso não significa que não tenham função. Muitas pessoas mais velhas ou de meia-idade podem se lembrar de quando era moda remover cirurgicamente as tonsilas cronicamente inflamadas de uma criança, porque se pensava que isso iria melhorar a saúde da criança. As tonsilas estão posicionadas na sua garganta e são os primeiros membros do sistema linfático a detectar a chegada de patógenos estranhos que entram junto com a comida. As crianças certamente sobrevivem sem sus tonsilas, provavelmente porque o sistema linfático passa por um aumento compensatório em outro lugar, mas as tonsilas de fato executam uma função. Não há nenhuma maldade no impulso do cirurgião em remover as tonsilas de uma criança. Havia uma boa intenção, mas talvez tenha sido uma moda mal aplicada da medicina.

Fonte: Kardong. Vertebrados, Anatomia Comparada, Função e Evolução. 2011

REALMENTE ELE NÃO É TÃO INÚTIL ASSIM. MAS NÃO VAMOS PARAR POR AQUI, ABAIXO TEM MUITO MAIS PRA VOCÊS (CLIQUEM NOS TÍTULOS OU NAS IMAGENS PARA ACESSAR OS LINKS):

Partes do nosso corpo que não são mais utilizadas

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/01/partes-do-nosso-corpo-que-nao-sao-mais.html


Algumas curiosidades sobre o corpo humano

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/01/algumas-curiosidades-sobre-o-corpo.html


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/02/sistema-imune-nao-e-inato.html


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/09/agua-mortal.html


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/06/microbiomas-suscitam-preocupacoes-de.html


E VENHA SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES NO GOOGLE+, ONDE TODAS NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS (CLIQUEM NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR OS LINKS):

 https://plus.google.com/collection/YNjvQB https://plus.google.com/collection/Ut3sQB

Nenhum comentário:

Postar um comentário