segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Animais marinhos exóticos

O ambiente oceânico é pródigo em maravilhar os olhos humanos.


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/01/animais-marinhos-exoticos.html

VAMOS DESCOBRIR...


São tantas as variedades de animais, com formas inusitadas e cores fascinantes que parece um outro mundo. Vamos conhecer nestas a vida de alguns habitantes excêntricos.

ÁGUA-VIVA

É um dos seres mais exóticos da natureza. Primeiro porque sua forma lembra um pára-quedas. Segundo porque seu corpo é transparente. E a elegante forma de se locomover, distendendo-se e contraindo-se, desperta curiosidade. Águas-vivas ou medusas são animais semitransparentes, de consistência gelatinosa, compostos por mais de 95% de água. Pertencem ao filo Cnidária, o mesmo dos corais e das anêmonas. Possuem tentáculos urticantes, que paralisam pequenos peixes e camarões. 

Extremamente sensíveis ao toque, os tentáculos liberam nematocistos, células epiteliais modificadas para o ataque e a defesa, que capturam a presa ou a envenenam. Quando tocada acidentalmente por banhistas, esse veneno provoca graves queimaduras.

Um dos representantes mais belos da "família" de águas-vivas é a caravela. Trata-se, na verdade, de uma colônia de animais do mesmo grupo. Tem esse nome porque uma parte dela permanece inflada acima da superfície da água, lembrando as velas de uma embarcação. Outras espécie de água-viva é a chamada vespa-do-mar, cujos tentáculos podem atingir mais de 10 metros de comprimento.

ANÊMONA

Bastante coloridas, com corpo cilíndrico e compacto, as anêmonas têm formas que lembras uma flor. Algumas podem alcançar mais de 1 metro de largura. Esses cnidários possuem inúmeros tentáculos curtos e ocos ao redor da boca. Costumam viver fixados no substrato marinho, mas, em alguns casos, podem rastejar lentamente. 

Sua alimentação consiste principalmente de moluscos, crustáceos, outros invertebrados e peixes. Primeiro, a presa é paralisada por uma rede de células urticantes. Em seguida, é levada até a boca pelos mais de 200 tentáculos. Quando a maré está baixa, as anêmonas recolhem totalmente os tentáculos.

BOLACHA-DA-PRAIA


As bolachas-da-praia (também chamadas corrupios, são "parentes" dos ouriços-do-mar. Mas, enquanto estes possuem longos espinhos e forma esférica, elas têm formato de disco e espinhos tão pequenos que são quase imperceptíveis. Esses animais preferem ficar parcialmente enterrados no fundo do mar.

PEPINO-DO-MAR


A principal característica desse ser alongado e cilíndrico, de constituição muito simples, é o singular sistema de defesa. Para se proteges de um ataque, esse animal equinodermo chega a eliminar parte de seu intestino, imobilizando o predador. Depois, a porção perdida se regenera totalmente. O pepino-do-mar alimenta-se de detritos orgânicos depositados no fundo do oceânico.

CRINÓIDE



Conhecidos também como lírios-do-mar, os crinóides têm uma aparência que lembra uma flor, até porque muitos deles são bem coloridos. Geralmente vivem fixos no fundo do mar em profundidades de até 6 mil metros. Alimentam-se principalmente de plâncton, compostos de plantas e animais microscópicos.

ESPONJA

Um outro grupo curioso de animais marinhos é o das esponjas, que pertence ao filo Porifera. Estima-se que existam mais de 5 mil espécies delas, e algumas habitam água doce. Um dos organismos pluricelulares mais primitivos da Terra, as esponjas vivem fixas em rochas ou conchas. Coloridas, apresentam formas e tamanhos variados, e podem chegar a 2 metros de diâmetro, Muito raramente são atacadas por outros animais. É provável que as secreções e os odores produzidos pelas esponjas funcionem como instrumento de proteção, afastando os predadores.

A alimentação delas é basicamente constituída por plâncton e partículas de matéria orgânica. Possuem células especializadas na captura do alimento, os coanócitos, que têm flagelos que batem para frente e para trás, fazendo a água do mar circular em seu interior.


Fonte: Revista Animais Incríveis, Um Mundo de Informações e Curiosidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário