sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Grão pioneiro

O arroz-vermelho é cultivado no Brasil desde o século 16.

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/01/grao-pioneiro.html

VAMOS DESCOBRIR...

Quando o arroz branco, de maior rendimento, foi introduzido, a população relutou a tal ponto em consumi-lo que a coroa lançou, em 1772, um decreto proibindo o cultivo de qualquer variedade que não fosse o branco. A produção do vermelho, então, refugiou-se em zonas remotas do semiárido. Onde continua ate hoje.

No vale do Piancó, na Paraíba, seu rendimento depende das chuvas. Em ano de seca, não há arroz. "A tendência ali é desaparecer", diz José Almeida Pereira, da Embrapa Meio-Norte, que aposta no sertão potiguar, em municípios como Apodi, onde os agricultores, graças a técnicas de irrigação e colheita, obtêm boa produtividade.

Lá, o desafio é conectar a produção a um mercado gourmet ansioso para provar ingredientes esquecidos da culinária nacional. É mais um alimento brasileiro que faz parte da lista Arca do Gosto, que prega a ecogastronomia. Chamado pelos sertanejos de "arroz da terra", é rico em ferro, zinco e estatina, substâncias que reduz riscos de enfarte e derrame cerebral, e sem falar no sabor que segundo alguns é insuperável.

Fonte: Revista National Geographic Brasil, Agosto de 2012.


QUE HISTÓRIA INCRÍVEL. MAS NÃO PARE POR AQUI, ABAIXO TEM MAIS PRA VOCÊS, CLIQUEM NOS TÍTULOS OU NAS IMAGENS PARA ACESSAR OS LINKS:

Arroz Integral

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2016/03/arroz-integral.html

Leite de arroz caseiro

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2016/03/leite-de-arroz-caseiro.html

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/04/alimentos-ameacados-de-extincao.html

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2017/03/os-antibioticos-naturais.html

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/12/o-fim-do-cerrado-brasileiro.html

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2013/12/uma-cura-simples.html


E VENHA NOS SEGUIR NOSSAS INCRÍVEIS COLEÇÕES NO GOOGLE+, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO:

 https://plus.google.com/collection/A_jjz https://plus.google.com/collection/Q5LvSB

 https://plus.google.com/collection/o9fhQB https://plus.google.com/collection/YLgT0

Nenhum comentário:

Postar um comentário