sexta-feira, 11 de março de 2016

Einstein

A relatividade - E=mc².


VAMOS CONHECÊ-LO...

Nome: Albert Einstein

Nacionalidade: Alemã (1879 — 1896, 1914 — 1933); Apátrida (1896 — 1901); Suíça (1901—1955); Austríaca (1911 — 1912); Estadunidense (1940 — 1955)

Residência: Alemanha, Itália, Suíça, Estados Unidos

Nascimento: 14 de março de 1879
Local: Ulm, Baden-Württemberg, Império Alemão

Morte: 18 de abril de 1955 (76 anos)
Local: Princeton, Nova Jérsei
Causa: Aneurisma

Filiação: Mãe – Pauline Koch; Pai – Hermann Einstein

Área: Física

Instituições: Instituto Federal Suíço de Propriedade Intelectual, Universidade de Zurique, Universidade Carolina, Academia de Ciências da Prússia, Instituto Kaiser Guilherme, Universidade de Leiden, Instituto de Estudos Avançados de Princeton

Alma mater: Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, Universidade de Zurique

Teorias: Relatividade, E=mc² e o princípio da equivalência. Efeito fotoelétrico. Mecânica quântica e relacionados. Teoria da opalescência crítica. Teoria do campo unificado e cosmologia. Movimento browniano. Paradoxo EPR. Estatística de Bose-Einstein

Prêmios: Nobel de Física (1921); Medalha Matteucci (1921); Medalha Copley (1925); Medalha de Ouro da Royal Astronomical Society (1926); Medalha Max Planck (1929); Gibbs Lecture (1934); Medalha Franklin (1935)

Estava nos Estados Unidos quando Adolf Hitler chegou ao poder na Alemanha, em 1933, e não voltou para o seu país de origem, onde tinha sido professor da Academia de Ciências de Berlim. Estabeleceu-se então no país, onde naturalizou-se em 1940. Na véspera da Segunda Guerra Mundial, ajudou a alertar o presidente Franklin Delano Roosevelt que a Alemanha poderia estar desenvolvendo uma arma atômica, recomendando aos norte-americanos a começar uma pesquisa semelhante, o que levou ao que se tornaria o Projeto Manhattan. Apoiou as forças aliadas, denunciando no entanto a utilização da fissão nuclear como uma arma. Mais tarde, com o filósofo britânico Bertrand Russell, assinou o Manifesto Russell-Einstein, que destacou o perigo das armas nucleares. Foi afiliado ao Instituto de Estudos Avançados de Princeton, onde trabalhou até sua morte em 1955.



Nenhum comentário:

Postar um comentário